Guarita Burger – Bom, mas nem tanto!

Achei que ia ter textão falando dos 30, mas junto com a nova idade veio um bloqueio criativo terrível! Aí sumi, mas já voltei 🙂

Eu já falei que sempre estou pela região da Paulista/Augusta/Consolação, né? o Guarita chegou ali na rua Rua Antônio Carlos, 395, em frente ao Urbe, cheio de elogios e bem aclamado pela crítica especializada e por ser um projeto do dono do Guarita Bar, localizado em Pinheiros e famoso pelos seus drinks.

O espaço é pequeno, mas bonitinho no estilo, #souumahamburgueriaindistrialmoderna e apesar das mesas altas é bem confortável.

O primeiro porém, o lanche é caro. Não CARO, mas no custo benefício é sim, acima da média. Pedimos um combo, que inclui batata e bebida e custa cerca de 40 reais e um lanche só, que custa 25.

Pedimos a batata Cajun Spice, que é um mix de temperos levemente picante, bem gostosa, achei que lembra a do Taco Bell, que aliás eu amo! A maionese do Guarita é bem boa, inclusive poderia vir bem mais. Para comer minha escolha foi Smashed Bacon BBQcheddar, bacon, cebola caramelizada, BBQ e maionese e o Léo escolheu o Alho Negro Smash-Burger, Guarita cheese, alho negro, cebola roxa e maionese. 

O pão é macio, uma delícia. Mas eu gostei mais da opção do Léo e ele da minha. No meu o bacon não estava crocante, então tudo ficava com a mesma textura na boca e tudo tinha gosto de barbecue. Nem sei o sabor da carne. Do Léo ele achou com muita cebola e o alho bem forte, eu gostei exatamente por isso hahahaha.

Trocando a bebida convencional por uma long neck de cerveja a conta deu 70 e pouco reais para uma hamburgueria que a proposta é ser rápida (é mesmo!) e com preços atraentes (não mesmo!) não me convenceu. Se você quer algo com preço bom e lanche melhor ainda, recomendo o Cabana Burger, se tem um coisa boa em SP é a variedade de comida boa, o Guarita eu passo das próximas.

Charlie Burger – Ótimo e preço justo

Trabalho na região do Morumbi, próximo da Av. Francisco Morato e trago marmita 80% dos dias não só por economia, mas por não ter não nenhum lugar que me anime, gastronomicamente falando.

No quesito hambúrguer já fui na famosa Stunt Burger que fica próximo, mas não mereceu post, nem saudades! Achei o lanche extremamente salgado, não cheguei nem na metade e desisti, a batata também achei esquecível, infelizmente.

Um dia andando pelo bairro vi a Charlie Burger, que fica na R. Lício Marcondes do Amaral, 167, um lugar bonitinho, mas sem firulas, fui conhecer, depois desse dia já voltei umas três vezes e tive constatações: Atendimento sempre bom, rápido e atencioso e o hambúrguer suculento com preço justo!

Sempre peço o CabreroHambúrguer de fraldinha (170g mas sempre acho maior que isso), mussarela, bacon, cebola caramelizada, alface e tomate grelhado, o pão você pode escolher entre: brioche, australiano, gergelim e hoje tinha a opção em pão francês, que amei e é quase tão boa quanto a versão do Madero, ele custa 23 reais

41b42d4c-ab3c-4199-992f-664303b6475d
Versão pão brioche

36850536_893778010829818_598253691241234432_n
Versão pão francês – Imagem da página do Facebook deles porque a minha de hoje ficou péssima!

O lanche vem em um ponto perfeito e bem temperado. Nunca tinha pedido batata, mas pelo bem investigativo desse blog, pedi hoje. Custa 6 reais e e tem as duas opções, rústica e palito, pedi a primeira e amei! Vem em uma boa quantidade por ser individual e justa pelo preço.

Resumindo, por 29 reais você come bem, com qualidade e sai bem feliz!

 

Pela ZL – Cão Véio – Fail

Você já deve ter ouvido falar do Cão Véio, um projeto do famoso chef Fogaça e do Badauí, vocalista do CPM 22. O lugar ele se apresenta como um gastro pub com clima intimista.

Passado o furor da inauguração, conseguimos jantar em uma sexta-feira no Cão Véio da Itapura, que é uma franquia e  fica no número 1534, sem enfrentar nenhuma fila e eu vou explicar o motivo do FAIL mais pra frente.

Quando soube que ia abrir uma franquia no Tatuapé fiquei MUITO animada, já estive umas três vezes na unidade da João Moura, onde encontramos o Fogaça e o Badauí uma vez. Fora a longa espera por uma mesa nunca tive nenhuma reclamação, pelo contrário, no nosso ranking  o Cão Véio sempre integrou o top 5.

IMG-0024

A unidade da Zona Leste segue o mesmo estilo da sua matriz, paredes escuras, som alto, mas algo aconchegante, não sei explicar, mas gosto do ambiente!

 

Para beber eu pedi o chopp da casa que é um Session IPA de 500ml, que é maravilhosa, custa uns 25 reais e fazia tempo que não tomava uma IPA tão boa! Meu marido pediu a Adnams Ghost Ship, que sempre é boa e também é uma ótima opção. Aliás, há ótimas opções de cervejas artesanais, ficamos admirando a geladeira deles.

IMG-0019

Não pedimos entrada porque todos os lanches já vem um acompanhamento, que você pode trocar caso você não goste. Meu pedido foi o Bulldog Inglês Hambúrguer de kobe bovino, bacon, queijo cheddar, cebola roxa caramelizada e pepino em conserva, servido no pão australiano. Escoltado de batata canoa e molho de pimenta de maracujá e do Léo Dogue Alemão – Hambúrguer de carne bovina, costela suína desfiada, queijo gruyère, cebola roxa caramelizada, tomate e broto de agrião, servido no pão de brioche. Escoltado de mandioca frita, ele trocou a mandioca por batata palito.

Agora uma pausa, as fotos (de péssima qualidade, desculpe!) são dos hambúrgueres da João Moura da última vez que fomos, até nessa foto ruim dá pra ver o motivo da nossa expectativa, os lanches sempre foram absurdamente suculentos e mesmo sendo hambúrguer dava para sentir um toque de chef, diferente de todos hamburguerias.

 

Agora essas fotos de agora, talvez olhando você não veja nenhuma diferença, talvez você ache que eu sou uma chata louca. Quando chegou nosso pedido na mesa achamos bonito, mas na primeira mordida: DECEPÇÃO!! 

 

Na primeira mordida já faltou suculência, no meu lanche o queijo cheddar era o mesmo que compramos no mercado, sabe? Super processado e quase sem sabor, a carne e o pão era bons, mas no conjunto da obra era totalmente esquecível. Do Léo o queijo era bom, mas também era seco, na boca, a composição do lanche não harmonizava, sabe?

Terminamos de comer e falamos, sério mesmo? A nossa impressão é que as unidades do Tatuapé e de Pinheiros são coisas completamente distintas, não parecem ser a mesma hamburgueria. Eu que sou uma entusiasta de restaurantes na Região Leste da cidade, dessa vez te garanto, vale muito pegar seu carro e andar uns quilômetros até a João Moura.

 

 

Pela ZL – Cadillac Burger

Faz teeeempo que eu não faço um post sobre a ZL, como temos nossos queridinhos acabando repetindo os lugares.

Mesmo se você não é da zona leste, já deve ter ouvido falar no Cadillac Burger, ele fica na Mooca, na conhecida rua Juventus e já ganhou alguns prêmios de melhor hambúrguer e a fama do milk shake é ótima!

857bdf33-db36-465f-b23c-76f2f591374b

Conhecemos o Cadillac há uns três anos e apesar de termos demorado uma vida pra voltar, sempre tivemos boas lembranças de lá. Nesse meio tempo a hamburgueria passou por uma reformulação de estilo, antes ele tinha uma carinha anos 60, que quase todas lanchonetes tem, agora ele está mais lowrider, sabe?

a5c3d880-6d63-4d79-9261-2d86c01eec0e

Fomos no sábado passado e ficamos cerca de 40 minutos esperando uma mesa, há lugares na parte externa também. Sobre o ambiente, eu gostei, mas pode incomodar pela luz vermelha, pelo som bem alto, então é algo a ser considerado. Mas se você quer um diferencial, saiba que o Cadillac é a primeira hamburgueria Grass Fed do Brasil.

41f68845-a23e-48b0-9305-c837d6ac95dc

Mas o que é isso?

Grass Fed quer dizer “alimentado de pasto” que segundo o site, a mais ancestral forma de criação de gado, em que sua biologia natural é respeitada. Gados que comem pasto estão se alimentando daquilo que seus corpos necessitam. Comer pasto é natural para os gados, comer grãos não é, e isso faz toda a diferença. Um gado que vive livre e solto nos entrega uma carne com mais nutrientes, menos gordura e é muito mais suculenta. Sabor que você só encontra na carne Grass Fed.

As folhas dos lanches são orgânicas e cultivadas no local e também há toda uma preocupação com sustentabilidade e economia de água, pontos para o Cadillac!

d3d5f680-81fe-403b-af04-980144f825af

Agora vamos falar da melhor parte? 

De entrada pedimos uma Half and Half com Onion Rings e batatas fritas curly. A onion estava tão perfeita que quase nos arrependemos de não pedir uma porção só dela, eu disse QUASE porque a batata é muito gostosa e diferente das convencionais batatas palito, ela era bem sequinha e crocante, assim como as onions. O preço é bem justo também, cerca de 20 reais e vem uma boa porção.

928e88e6-2790-4e3f-92da-6fb1707fad32

Meu marido pediu o Fat Boy Mooca, com burger de costela bovina, cebola e cheddar, eu que nem sou fã de costela achei maravilhoso e o Léo achou o melhor hambúrguer do mundo, APENAS hahahahah vem um barbecue separado muito bom também!

A minha escolha foi o Peperoni, o que eu tenho pra falar é que o peperoni é moído junto com a carne, então você consegue mensurar o sabor que fica? O cheddar dele também é maravilhoso e também veio uma porção de chips de batata doce.

Os preços do hambúrgueres ficam em torne de 30 reais e qualquer long neck sai por 10. Achei todos os preços justos, sobre atendimento, qualidade e sabor, tudo perfeito!

A hamburgueria do Sujinho ainda é a dona do meu coração, acho que não consigo comparar, porque são propostas bem diferentes, o Sujinho é aquele simples perfeito, o Cadillac é mais elaborado e superou as expectativas, então mais um motivo para conhecer a ZL 🙂

Burger Joint e duas paradas na Av. Paulista

Eu não fui uma das entusiastas quando o Burger Joint chegou ao Brasil, a hamburgueria americana chegou aqui com o mesmo conceito, apenas um tipo de hambúrguer com variedade itens para complementar seu lanche, parece que essa estratégia não deu muito certo por aqui, e temos algumas opções.

IMG-5132

Mas antes vou falar um pouco do lugar, fomos na unidade da Av. Paulista que fica dentro do Top Center, apesar de ficar em um shopping, o ambiente é separado da praça de alimentação com mesas próprias, acho isso ótimo! Tem outras duas unidades na capital, uma na Bela Cintra e a outra no Shopping Anália Franco.

O sistema tudo é bem simples, em cima do caixa fica um lousa com a opções, você escolher, paga e espera ser chamado. O Ambiente é moderninho e todo rabiscado, você pode escrever onde quiser, inclusive tinha uma canetinha na nossa mesa para isso.

IMG-5135

Pedimos o Lazy Boy  que é Pão Hambúrguer Angus, queijos, alface, tomate, cebola roxa, picles e maionese da casa, bacon de costela, ketchup e mostarda dijon e custa 25 reais.  Também pedimos uma batata, maionese da casa e duas cervejas.

IMG-5137

Sobre o hambúrguer escolhido, vou falar que geralmente fujo de opções com alface e tomate porque salada a gente come em casa, né? hahahahaha mas oh nesse caso ornou perfeitamente! O pão é bom, a carne é ótima, saborosa e suculenta e os complementos caem perfeitamente, resulta em um lanche crocante e muito gostoso! Também achei o resultado leve e não saímos super cheios, sabe?

IMG-5138

As batatinhas são ótimas, parecem do Mc (isso pra mim é um elogio!) mas a maionese da casa estava SUPER, SUPER salgada, não senti nenhum gosto fora o sal, triste!

IMG-5157

Aproveitamos que já estávamos na Av. Paulista e fomos conhecer a Japan House que é um centro cultural dedicado à cultura nipônica. Estivemos sábado e estava com uma exposição dedicada à arquitetura, gostei muito e vale o passeio que é gratuito.

IMG-5142

IMG-5148Quase em frente, do outro lado da rua tem a Casa das Rosas, que sempre vale a parada para pelo menos um café no restaurante que fica no jardim.

Você deveria conhecer o Cabana Burger

Segunda é dia oficial da dieta, mas como essa semana é curta, hoje é praticamente quarta e o hambúrguer já está liberado! (pra mim isso é mentira, mas se você quer um motivo te dei um! hahahaha)

IMG-5669

O Cabana Burger tinha tudo pra dar errado, fica em uma das regiões mais caras de São Paulo, Rua Oscar Freire, 56, é todo moderninho, mas sabe aquele moderno muito perfeito e calculado? Então…

IMG-5666

Mas então fui 100% surpreendida! É uma das hamburguerias mais bonitas que estive, fomos tarde pro almoço e cedo para o jantar, umas 17:30 e estava tranquilo, tinha mesa, sem fila, mas mesmo assim foi difícil ser atendida. É preciso pescar o garçom, sabe? Mas depois disso tudo chega surpreendente rápido.

IMG-5670

Pedimos as fritas da casa, R$ 9,90 tamanho ok para duas pessoas e de chorar de tão boa, crocante, saborosa e temperada, assim como a maionese deles que poderia vir em um potinho (bem) maior.

IMG-5672

O cardápio não é muito extenso, mas todas as opções parecem boas. De hambúrguer eu pedi o Sunrise, cheddar, cebola caramelizada e meu marido o Truffle Burger, quem gosta de trufa pode pedir sem medo, porque é maravilhoso! Não tenho nenhuma ressalva a fazer, só que o pão é um dos melhores que já provei por SP.

O meu pedido foi 21 reais e nossa, eu achei mais que justo, um ótimo custo benefício! Ah, o chopp Heineken custa 9 reais também vem perfeito.

Resumindo? Mal te conheço e já te amo Cabana! Vou pensar em você sempre que quiser um hambúrguer dos bons!

Pela ZL – Real Burguer

Primeiro eu já peço desculpas por não ter boas fotos, mas sabe quanto você quer fechar a noite sem comer muito e sem gastar demais?

IMG-20161121-WA0056

O Real Burguer é uma boa opção. Ele fica na Itapura, 1479 e é bem novo e bem bonito.

Há poucas opções do cardápio e o preço dos lanches fica em torno de 20 reais, ele não são grandes, mas são extremamente saborosos. A batata frita com alho deles é de chorar de tão boa, bem baratinha também!

IMG-0386

E um bônus? A cerveja que custa (caros) 8 reais é absurdamente gelada, sério! O La Buena Onda, localizado na mesma rua, ganhou um sério concorrente nesse quesito.

Ótima opção que não pesa no estômago nem no bolso!