Voo Aerolíneas – SP – Buenos Aires – Mendoza

Eu voltei de férias na quinta da semana passada, mas como teve Copa e tudo mais, hoje é o dia oficial de cair a ficha que acabou a folga.

O destino dessas mini-férias foi Mendoza, vou começar bem do começo porque tenho posts para uma vida!

IMG-6258

Compramos as passagens pelo Viajanet, acredito que ninguém gosta de escalas, mas são raros e caros voos diretos para Mendoza, nossa escolha foi ficar seis dias na cidade e passar 3 dias em Buenos Aires, eu achei super fácil montar esse esquema no Viajanet, fiz um exemplo pra vocês entenderem melhor:

voo

É só selecionar a opção Vários Destinos e escolher as datas, isso acaba não alterando o valor da passagem, porque se você for pra Mendoza, por exemplo, as escalas do voo geralmente são em Santiago ou Buenos Aires, então você passar uns dias na cidade que será sua parada, vale muito a pena!

Como demoramos um pouco para escolher as datas, acabamos fechando um voo na ida que era péssimo, saia de Guarulhos às 6 da manhã e chegaríamos em Mendoza 19:30, ou seja iríamos ficar um bom tempo em Buenos Aires – pausa – se você não tem o costume de fazer o check in com antecedência, acho bom começar! Porque menos de 24 horas antes do voo fui no site, fiz tudo bonitinho e descobri que nosso voo tinha mudado de horário, então evitamos de acordar 3 da manhã para nada! O Viajanet mandou um e-mail  avisando da mudança de horário, então só tenho elogios pro site!

IMG-6247

É a segunda vez que voamos de Aerolíneas Argentinas, os aviões são novos e com um espaço bem digno! Vocês sabiam que as poltronas da fileira 12 não reclinam? Eu não sabia, logo, na ida fomos um pouco desconfortáveis, mas nada absurdo. O lanchinho é  bem padrão, vem dois tipos de pão, mas eu que acho iguais no sabor hahaha e um mini, delicioso, alfajor.

Chegamos em Bue umas 14h, no nosso caso houve troca de aeronave, então é preciso pegar a mala, e fazer todo o processo no aeroporto novamente, o que foi bem tranquilo, é nos últimos guichês da Aerolíneas, despachamos as malas e demos uma voltinha, comemos e por causa da mudança do voo o tempo passou bem rápido.

O segundo avião era menor e mais antigo, para beliscar há apenas nuts, o voo foi bem rápido e um pouco assustador no pouso. Mas eu acho TODOS os pousos e decolagens sofridos, fico suando, passo mal!

O Aeroporto de Mendoza é bonitinho, porém minúsculo! Não havíamos agendado transfer, pegamos um táxi do aeroporto mesmo e compensa, porque lá táxi é bem baratinho! Ahhh o Uber não funciona na cidade.

Os voos Mendoza – Buenos Aires e Buenos Aires – São Paulo salvo alguns atrasos, também foram ótimos!

E chegaram as férias…

IMG-0998Sexta é meu dia preferido da semana, apesar de todo o cansaço acumulado, eu tenho a sensação que posso fazer tudo.

É um dia que eu faço questão de abrir um vinho, encontrar amigos, fazer um date especial com o marido. Mesmo se acabo indo pra casa, faço de tudo para ser especial. É algo que me dou de presente toda semana.

Hoje é diferente, além de ter toda essa magia, ainda tem um frio na barriga, tem uma ansiedade boa. Nos próximos dias estarei de férias! Em nenhum lugar muito exótico ou extravagante, serão 10 dias para conhecer um lugar novo, para aproveitar, descansar e até ter conteúdo novo para blog.

Hoje minha sexta é mais do que especial ❤

 

 

Baden Baden – Campos do Jordão

Antes do post, vocês merecem saber que eu ando com um bloqueio criativo imenso, não sei se é esgotamento pré férias, não sei se é preguiça, eu sei que ando indo em lugares legais e na hora de escrever, cadê? Ou escrevo e vejo que as fotos estão terríveis #blogueirafail 

Mas isso vai passar, as férias vão render posts lindos e é isso!

Vamos aproveitar que o friozinho finalmente chegou e vamos falar de um dos lugares mais badalados, acho essa palavra muito engraçada, badalados hahahaha, de SP no inverno, Campos do Jordão.

Eu já fiz um post sobre a cidade aqui mas da última vez que estivemos lá, podemos conhecer um pouquinho desse lugar apaixonante. A Baden Baden é icônica em Campos e fica em um lugar bem privilegiado do centro de Capivari.

Da primeira vez achei a Baden Baden cara, e desta vez também achei hahahahaha mas tava com vontade de tomar uma sopa, estava frio, ah vá!, não queríamos comer fondue e não entramos em um consenso em outro restaurante, foi rapidinho conseguir uma mesa na calçada, porque apesar de frio, ainda não estava na alta temporada, mas se você for nos próximos meses não considere essa informação, porque vai demorar bastante.

IMG-5609Escolhemos um creme de cebola e uma sopa de mandioquinha com ragu de eisbein, ambas bem servidas no pão italiano mais fresquinho e gostoso que já provei. Pedimos uma garrafa de vinho para acompanhar, ai você me pergunta: Mas Gabi, você vai em uma cervejaria e pede vinho?! E eu te respondo, MAS É CLARO! 

IMG-5607

Primeiro, cada cerveja lá custa por volta de 30 reais, isso é um pouco mais barato que a sopa, pagamos em uma garrafa de vinho 80 reais, que harmonizou muito melhor com o nosso jantar, com o ambiente e com tudo mais ❤ fora que vinho é sempre amor!

Tudo estava uma delícia, foi muito bom sentar e apreciar a noite com um bom vinho, então se a fila não estiver enorme, se você estiver disposto a gastar, é um lugar que vale muito e renderá boas lembranças do seu inverno.

5 razões pra você se hospedar na Recoleta – Buenos Aires

Eu já escrevi aqui que uma das coisas mais importantes de uma viagem é escolher a região que você vai ficar. É conciliar as suas expectativas com o que o lugar pode te oferecer.

DSC01344

Em Buenos Aires há três regiões principais para hospedagem:

  • Palermo que é dividido em Hollywood, Soho e Chico, confesso que não conheço bem essa região, fomos uma vez e achei tudo moderno, bonito, o que não me atrai é por ficar longe do centro e dos pontos turísticos;
  • Puerto Madero que é uma parte apaixonante de BA, toda projetada pra você andar tranquilamente, fica pertinho do centro e o ponto negativo é que os hotéis nessa região são bem caros, mas dá para achar apartamento com preços justos no Airbnb;
  • Centro se sua viagem é curta, acho que a melhor opção é estar na parte central da cidade, dá pra usar transporte, dá pra chegar em diversos lugares a pé a única parte ruim é que durante a noite, como qualquer centro de uma cidade grande, as ruas ficam ermas e apesar de não acharmos perigoso, dá uma sensação de insegurança;

Recoleta ❤ ❤ ❤

Como eu já disse no título, vou te dar cinco razões para você se hospedar nessa região:

DSC01910

  1. Tranquilidade – Na primeira vez que estivemos na cidade, chegamos bem tarde, pegamos a chave do apartamento e resolvemos sair, isso quase duas da manhã. Levamos somente a chave e o cartão, de tanto medo que estávamos, ao sair encontramos diversas pessoas caminhando com cachorros, grupos de amigos conversando, restaurantes cheios. Fomos no pub Anglos Beer, que é pequeno ótimos petiscos e boas cervejas e fica aberto até às 3 da manhã. Ao voltamos para casa a rua continuava movimentada e isso aconteceu todas as noites que estivemos por lá.DSC01903
  2. Localização – Apesar de estar em uma região mais tranquila, a Recoleta fica bem perto do centro, coisa de 10 minutos andando, Palermo também é bem acessível e com disposição dá pra chegar até em San Telmo.
  3. Arquitetura – Ou a beleza dos prédios, muito gente acha Buenos Aires bem parecida com São Paulo, eu até concordo se a nossa cidade fosse tão bem cuidada quanto a dos hermanos. A arquitetura dos prédios é bem próxima do nosso centro velho, mas tudo bem conservado, é bem comum você está andando e parar para admirar.DSC01909
  4. Pontos Turísticos – Se você torce o nariz ao pensar em passear no cemitério da Recoleta, eu te entendo! Na primeira vez nem cogitamos em ir, mas fomos na segunda e não me arrependo, foi bem interessante. Se você não quiser ir lá, tudo bem, mas não deixe de ir no calçadão ao lado, há bares, restaurantes e heladerias deliciosas! Nos finais de semana há um feirinha ao redor que vale a pena dar uma olhada. No bairro você também encontra a Floraris Generica, que não tem nada de imperdível, mas fica em um lugar bem gostoso pra sentar na grama e aproveitar o fim de tarde.DSC01893
  5. Melhores Empanadas – Mesmo que você não se hospede no bairro, mesmo que você não queira ir nem no cemitério nem na Floraris, você tem que visitar a Recoleta para ir no Sanjuanino, você vai ver essa dica em todos os lugares do mundo, mas pode ficar tranquilo, não é pega turista, são ótimas, preço justo, ambiente típico.
  6. DSC01944

Mais: A vida noturna, a gastronomia, os mercador Chinos (que vendem de tudo, mil opções, inclusive de vinhos e são bem baratinhos) a segurança e o prazer de andar nas ruas lindas e limpas da Recoleta me fazem ter vontade de voltar pra lá infinitas vezes ❤

IMG-1032

 

Chile – Como alugar um carro, Viña Indómita e Viña del Mar

Acho que esse post vai ser muito útil, eu nunca tinha alugado um carro em outro país (nem aqui, aliás) e se você está neste mesmo barco, vou te ajudar!

Quando fizemos o roteiro da nossa viagem para o Chile, conhecer Viña del Mar e pelo menos uma vinícola do Vale Casablanca estava entre as prioridades. Há diversas maneiras de você fazer isso, agência de turismo, ônibus de viagem, mas optamos por alugar um carro pela liberdade de podermos fazer nossos horários tranquilamente.

DSC04495

Escolhemos a Chilean Rent A Car que fica em Providencia, bem perto do Patio Bellavista. Alugamos nosso carro no domingo de manhã, mas passamos na locadora um dia antes para reservar o carro, essa dica é fundamental, porque no final de semana em alta temporada pode apostar que vai estar cheio e se você não reservar antes, corre de não ter mais veículos disponíveis. Escolhemos a categoria mais básica e se essa também for sua escolha reserve MESMO, são os primeiros a serem alugados! Nosso carro era um  sedã da Renault, zero luxo porém confortável.

O processo em si é bem simples, há algumas regras:

  • Idade mínima 23 anos. São aceitos condutores com idade entre 20 e 22 anos, caso em que o valor da franquia do seguro (franquia) é dobrado.
    • Apresentar uma carteira de habilitação e carteira de identidade ou passaporte válidos . Você pode dirigir com uma licença nacional válida. Não é necessário ter uma licença internacional.
    •  Cartão de crédito: (MasterCard, Visa, Diners Club ou American Express) com limite equivalente ao valor do aluguel mais $ 350.000 pesos como garantia e validade por pelo menos 3 meses após a data do termo do aluguel
    • O pagamento do aluguel deve ser feito antes do início da locação.

* A garantia é uma dedução que é feita no cartão de crédito durante o prazo da locação. A garantia será cancelada quando o contrato for encerrado em nosso escritório. 

Essa garantia é tipo um cheque caução, mas só que pelo cartão de crédito, eles debitam esse valor ENORME, mas quando o carro é entregue ele é cancelado sem nenhum problema.

Voltando sobre o dia do aluguel, como a gente já tinha resolvido tudo no sábado, teoricamente no domingo era algo rápido TEORICAMENTE, porque estava lotado! Chegamos lá umas 10:30 e pegamos o carro mais ou menos meio dia. É um processo lento porque na hora de pegar o carro ele confere cada avaria e vai anotando.

Nossa ideia era pegar o carro domingo de manhã e devolver no final do dia, mas por conta desse atraso devolvemos somente na segunda-feira pela manhã, o que não é nenhum problema porque o aluguel vale por 24 horas.

DSC04369

Depois dessa maratona, partimos rumo a Viña del Mar, nossa primeira foi na Vinícola Indómita, ela fica mesma estrada e só é necessário pegar um retorno. Primeiro fizemos o tour e depois almoçamos. Eu já falei sobre a vinícola aqui, mas vale frisar que é um lugar maravilhoso, foi um dos visuais mais bonitos durante o almoço que tive na vida, os vinhos são ótimos!

DSC04372
Entrada da Indómita

De volta para estrada, nossa segunda para foi no Museu Fonck, que já estava fechado quando chegamos, mas valeu a pena mesmo assim, Moai original da Ilha de Páscoa fica fora do museu, foi algo bem rápido mas eu amei ter a oportunidade de ver de perto um dos poucos Moais que estão fora do seu país de origem.

DSC04428

De lá fomos para Viña, usamos o Relógio de Flores para nos localizar e depois de um tempo procurando uma vaga, fomos para em direção da praia. O tal do relógio é LOTADO, e não tem nada demais, uma foto e pronto! A praia é enorme, limpa e com a água ABSURDAMENTE GELADA. Molhamos os pés e ficamos um bom tempo sentados na areia admirando e descansado. Vale levar na mala uma canga e lanchinhos para aproveitar o tempo lá.

DSC04427

Como vocês já devem ter percebido, não passamos em Valparaíso dei uma pesquisada e li alguns relatos de furtos e achamos dispensável, mas isso foi a nossa escolha.

DSC04456

Alguns pontos

  • As estradas são ótimas, tranquilas e bem sinalizadas;
  • Se você não tiver comprado um chip para usar a internet/waze, na locadora de carros há opção de você também locar o GPS;
  • Leve trocados porque erramos um caminho e tinha um pedágio;
  • Como não esperávamos ficar com o carro durante a noite, então não programamos onde estacionaríamos o carro, aí foi um pouco difícil de achar um lugar, então recomendo ver isso antes do aluguel;
  • É um experiência incrível percorrer estradas de outro país com total liberdade e companhia de quem você ama ❤

Florería Atlántico tem que ir – Buenos Aires

Quem está sumida e quem está com saudades de Buenos Aires? Pois é, eu mesma!

Você sabia que o melhor bar da América do Sul fica em Buenos Aires? Mais especificamente na Calle Arroyo, no bairro Recoleta. O nome não é por acaso, o bar realmente fica em um floricultura, na verdade, no porão da loja de flores e vinhos.

IMG-0928 (1)

É bem estranho entrar lá e se deparar com uma porta grande e pesada, é só abrir e entrar, ao contrário do que pode parecer, ninguém vai te impedir de fazer isso.

IMG-0927Vale lembrar que é um dos lugares mais badalados da capital portenha, fomos em um sábado e estava cheio, mas com algumas mesas vazias, aí fui lá falar com a atendente, o som alto, eu e o meu espanhol capenga entendemos que se as pessoas não chegassem até tal horas poderíamos usar a mesa e foi mais ou menos isso que aconteceu hahaha

IMG-0944 (1)

Estávamos em quatro pessoas, sentamos felizes e pedimos uma porção de lagostins, um vinho branco maravilhoso e quando estávamos nos preparando para pedir mais coisas veio a atendente e disse, “Então, conforme a gente tinha combinado, agora vocês tem que sair da mesa porque ela tá reservada”, não entendemos é nada, mas levantamos tristemente, já que queríamos ficar mais, beber mais, comer muito mais!

IMG-0942

Eles fazem reserva apenas pelo telefone (+5411) 4313-6093, eu recomendo muito vocês reservarem porque o lugar é incrível, tem uma ótima carta de vinhos e drinks e boas opções de comida. Só o som que achei muito alto, mas deve ser porque eu tô ficando velha.

Três museus em Santiago

Museus sempre entram na nossa programação nas viagens, quando estávamos planejando nossa ida ao Chile logo no começo das pesquisas o que mais chamou a nossa atenção foi o Museu de Arte Precolombino e também foi super bem indicado por amigos.

DSC03324

Ele foi nosso primeiro passeio no primeiro dia em Santiago, localizado no centro da cidade esquina das ruas Bandera e Compañia e do ladinho do Él Rápido foi bem fácil chegar. A entrada custa 6 mil pesos para estrangeiros, mas tem meia para estudantes e no primeiro domingo de cada mês é gratuita.

O prédio é estilo neoclássico e foi construído em 1805 para abrigar o Palacio Real Aduana, e é lindo por dentro, tem um café no térreo e um pátio aberto . Lá estão expostos mais de duas mil peças do período pré-colombiano. Suas peças mais valiosas são as múmias Chinchorro, que antecedem 3.000 anos as múmias do Egito.

DSC03332

No andar subterrâneo fica a exposição  Chile antes de Chile, minha preferida! As peças são impressionantes, mas a forma como elas estão expostas, a iluminação e as cores compõe valorizam os objetos, fiquei encantada por esta parte!

DSC03345

O primeiro piso é dedicado às exposições temporárias e no segundo a exposição América Precolombina conta com objetos de povos que habitavam a América antes da chegada dos espanhóis. O museu não é grande, mas ficamos umas boas horas lá, considero esse passeio imperdível.

DSC04096

Se o primeiro museu que fomos já estava nos planos, o segundo foi por puro acaso, estávamos passeando no centro e vimos que o Centro Cultural La Moneda estava como uma exposição do Andy Warhol eu que sou fã do artista insisti para irmos.

DSC04044

O espaço é muito bonito, fica literalmente embaixo do Palácio de La Moneda, e a entrada custa 3 mil pesos e até ao meio dia é gratuita, pelo site dá para ficar por dentro da programação. Eu não achei as exposições fixas tão legais, então só recomendo se a principal estiver boa ou se você for no horário que a entrada não é cobrada, aí sim vale o passeio!

 

E o último La Chascona como não querer conhecer a casa do Pablo Neruda, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura? Eu não tive dúvidas!  Localizada próximo ao Pátio Bellavista, a casa é uma das três de Neruda espalhadas pelo país.

DSC04291

La Chascona é uma referencia ao cabelão de Matilde Urrutia que foi o amor secreto de Pablo Neruda na década de 50. A entrada custa 7 mil pesos, também tem meia entrada para estudantes e ao entrar você recebe um equipamento com uma visita guiada em português. Não é permitido tirar fotos de dentro da casa, uma pena, já que ela é toda peculiar!

DSC04307

A coleção de objetos é muito interessante, mas algo que me marcou na visita é saber que durante a ditadura chilena,  poucos dias antes da morte de Neruda, a casa foi vandalizada e inundada, mas Matilde insistiu que o corpo do poeta fosse velado nela, há imagens deste dia e é realmente tocante. Os jardins são lindos, dá vontade de sentar e ficar! Ao final tem uma lojinha com algumas coisas bem legais (e caras!). Ou seja, é um bom programa.

DSC04331