Dois livros ótimos!

“Um dia frio, um bom lugar pra ler um livro…” vamos começar clichê porque SP está gélida no momento.

O primeiro livro é A Paciente Silenciosa ele conta a história da pintora de sucesso, Alicia Berenson que matou seu marido com cinco tiros. E nunca mais disse uma palavra. O psicoterapeuta forense Theo Faber está convencido de que é capaz de tratar Alicia, depois de tantos outros falharem.

Quando vi a sinopse logo quis esse livro, tem tudo que eu amo, investigação, mistério, reviravoltas. A narração do livro é dividida entre o protagonista, Theo, e as memórias de Alicia Berenson, registradas em seu diário e o dia-dia dos dois no hospital psiquiátrico.

A escrita do Alex Michaelides é muito boa, e consegue passar todas as emoções da história. O desvendar do mistério é realmente é muito bem executado neste livro. Eu realmente fiquei envolvida no mistério e queria de verdade o motivo que levou Alicia Berenson a matar o marido.

Em cada página eu ficava mais grudada no livro e interessada no enredo, descobri o desfecho um pouco antes do final, que é surpreendente e inteligente. Um ótimo livro!

Eu sempre indico livros pra todo mundo, mas é raro alguém me dar alguma indicação de leitura. Vi um amigo meu postando o trailer do O Pintassilgo e falando que era um dos melhores livros que tinha lido nos últimos tempos. Logo eu corri para procurar. E não me arrependi.

O livro foi lançado em 2014, ganhador do prêmio Pulitzer de literatura e já já tem um filme baseado na história estreando no cinema mais próximo de você.

O Pintassilgo é um livro enorme. Com quase 800 páginas e isso nunca foi um problema pra mim, pelo contrário. Mas é um livro denso, daqueles que a gente mergulha de corpo e alma. No Pintassilgo não só conhecemos Theo Decker, nós vivemos a vida dele.

O livro narra a história de Theodore Decker que aos 13 anos perdeu sua mãe em um atentado terrorista enquanto visitavam o Metropolitan Museum de Nova Iorque. Theo sai do museu carregando a pintura que dá nome ao livro, Pintassilgo, de Carel Fabritius.

A cena adolescente acordando em meio a escombros, o seu atordoamento, o medo é brilhantemente descrita. Foi o momento que tive certeza que estava lendo um livro fantástico!

A explosão, a culpa indevida pela morte da mãe e a obsessão pelo quadro marcam toda a trajetória do protagonista. Theo não tem uma vida fácil, depois da morte da mãe, passa um tempo vivendo com a família rica de um amigo e depois, com o reaparecimento de seu pai, se muda para Las Vegas.

Os anos em Vegas são passados com álcool, drogas e pequenos crimes sempre acompanhado de seu amigo Boris . O mergulho dele nas drogas e como ele passa os dias consumido pelo medo e pelo trauma e como ele se torna apenas um espectador da própria vida é triste, bem triste.

Theo volta a Nova York ainda adolescente e segue a vida como fazia em Las Vegas. Morando com o Hobie, um antiquário que conhece logo depois de sobreviver a explosão, Theo se interessa e aprendero oficio de restaurar móveis. A vida se estabiliza um pouco e nosso narrador nos mostra que continua o mesmo, incapaz de viver sem o auxilio de drogas e álcool e cometendo crimes, nem tão pequenos assim. É nesse momento que a livro ganha momentos (até surreais) de ação, é também quando o Pintassilgo e o seu roubo voltam a ser tema central da narrativa.

Se eu já tinha achado que o roubo do quadro beirava ao inacreditável, o que acontece com Theo quando reencontra Boris até o final do livro é surreal, mas juro que isso não prejudica de forma alguma a leitura, pelo contrario. Nesse momento já estava tão envolvida com Theo e sua vida meio desgraçada e deprimida que eu queria um final apenas, “foram felizes para sempre hahahaha”

O final do livro, sem spoiler, é uma analise sobre o que representa a arte e como ela afeta cada um de um forma diferente. Esse desfecho foge do tom do livro, mas eu achei um ótimo final.

Li a ultima página fui procurar uma imagem da pintura, assim como Theo fiquei admirando o pequeno pássaro em seus mínimos detalhes, deu vontade de ir ao Mauritshuis na Holanda só para vê-la de perto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.