Indicações nada óbvias na Netflix

Pelo menos aqui em SP, o final de semana promete um tempo feio e chuvoso. Com o fim do horário de verão (tristeza!) teremos uma hora a mais para aproveitar o sofá! Pode comprar a pipoca e o vinho e se preparar para as maratonas!

Safe – Essa série é do muso, maravilhoso, Harlan Coben. Se você ainda não leu nenhum livro dele, leia. Pode ser qualquer um, são todos maravilhosos e não conheço ninguém que não goste dele. A sinopse é a seguinte, após desaparecimento de sua filha mais velha, um cirurgião viúvo (o ator do Dexter) faz descobertas terríveis sobre pessoas bem próximas. A série tem 8 episódios de puro suspense, mistérios e reviravoltas e tudo mais que você pode esperar do Coben.

Anne with an E – Pensa em uma série apaixonante, baseada no livro Anne de Green Gables, de Lucy Maud Montgomery, publicado em 1908, a série canadense Anne with an E (Anne com E, em português) é a história de Anne Shirley, uma garota adotada por engano por um casal de irmãos, que na verdade queria um garoto para trabalhar na fazenda. É impossível não amar a Anne, a atriz principal é apenas incrível! Mas não é só ela, a série tem uma fotografia linda, dá pra rir, chorar, se indignar. Tem duas temporadas e a 3º deve estar a caminho!

A Maldição da Residência Hill – Essa indicação é para quem gosta de terror de verdade. Eu sempre assisti filmes do gênero, sempre me achei tranquila sem grandes medos, MAS GENTE! Preparem-se para inúmeros sustos. A história é de uma família com cinco irmãos que
dividida confronta memórias assustadoras do antigo lar e dos eventos aterrorizantes que os expulsaram de lá. A edição é maravilhosa, o enredo é ótimo, mesmo com todos os sustos. Preste bastante atenção, a série é toda alinear. Tem apenas uma temporada.

Bates Motel – Essa série já terminou e tem na íntegra na Netflix. Ela é baseada no famoso filme Psicose e começa com a Norma Bates comprando um hotel em uma pequena cidade para recomeçar a vida ao lado do filho Norman. Os dois mantêm uma complicada e intensa relação. São 5 temporadas e tanto a Norma, quanto o Norman são atores/personagens incrivelmente complexos do começo ao final da série. É pesada, mas vale a pena!

Ozark – A série já começa ótima! A história é de um consultor financeiro leva a família para uma pequena cidade para lavar quinhentos milhões de dólares de um cartel de drogas. Lembra um pouco Breaking Bad, só que menos genial, porém com atores notáveis. O principal,
Martin Byrde, interpretado pelo famoso Jason Bateman e sua esposa Wendy, estão entre os melhores personagens de todas as séries. A Wendy só melhora. São duas temporadas e vale a maratona.

Love – É leve, é engraçado, cada episódio dura 20 minutos e conta a história da Mickey e do Gus, que são completamente diferentes e vivenciam emoções e agonias de um relacionamento. Às vezes você se identifica com o Gus, às vezes com a Mickey, às vezes você odeia os dois. Também há outros ótimo personagens a Bertie, a roommate da Mickey.

Santa Clarita Diet – Prepare o estômago e para boas risadas!
Protagonizada por Drew Barrymore (sempre linda e ainda mais linda na série) e Timothy Olyphant, o ator mais engraçado do mundo! A série conta a vida da família Hammond, que tem sua vida virada de cabeça para baixo quando Sheila, a matriarca, se trona um “zumbi”, sem cair no clichê, com episódios curtos e divertidos. A terceira temporada chega no final de março e eu já estou ansiosa!

The Crown – A série é uma história biográfica sobre o reinado da Rainha Elizabeth II do Reino Unido. Tem história, tem drama, tem os figurinos e os cenários mais lindos da Netflix. Pode dar um certo sono, já que não tem grandes aventuras e acontecimentos, mas eu gostei bastante.

Documentários

Chef´s Table – Quem gosta de uma boa gastronomia, vale a pena assistir. Meus episódios favoritos são da primeira temporada, o Massimo Bottura e o Francis Mallmann (esse é muito louco/incrível) e da segunda temporada o do Grant Achatz e do Alex Atala, que eu já revi algumas vezes e é simplesmente magnífico. Se tem fotografia e imagens mais lindas do que no Chef’s Table, eu desconheço!

Somm –   Quatro sommeliers se arriscam fazer o curso para o prestigioso e quase impassável exame que dá direito ao título de Mestre em Vinhos. Gente, é muito legal! Sério, eles levam o vinho a outro patamar. São dois ou três documentários sobre o tema e todos são bons!

 Um filme – Só um porque minhas outras indicações são bem clichês

Um Contratempo – Eu indico esse filme para TODO MUNDO e quem assiste fica chocado o quanto ele é incrível. Tudo começa quando Adrian desperta em um hotel, e encontra sua amante morta coberta de dinheiro. Ele recorre a melhor advogada de defesa, e eles tentam descobrir o que realmente aconteceu na noite anterior. Simplesmente assistam é um suspense maravilhoso, o melhor filme disponível na Netflix.

Séries que ainda não terminei, mas estou gostando: Outlander, Grey’s Anatomy (não vou terminar nunca porque ainda estou na segunda temporada) de Good Place (quase no final os episódios são curtos e engraçados!), Scandal, queria ser a Olivia Pope? Queria! Mas tenho paciência para ela? Não!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.