Dois livros ótimos! – Suspense

Saudade de escrever sobre livros!

Aposto que você já leu aquele famoso clichê: Mulher com algum trauma/problema psicológico + bebidas alcoólicas + observou/viveu um fato que ninguém mais viu e desconfiam da sanidade dela

Assim é o best seller a Garota no Trem e assim desenrolam os livros A Mulher na Janela e a Mulher na Cabine 10 .

downloadAnna Fox mora sozinha na bela casa que um dia abrigou sua família feliz. Separada do marido e da filha e sofrendo de uma fobia que a mantém reclusa, ela passa os dias bebendo (muito) vinho, assistindo a filmes antigos, conversando com estranhos na internet e… espionando os vizinhos. Quando os Russells – pai, mãe e o filho adolescente – se mudam para a casa do outro lado do parque, Anna fica obcecada por aquela família perfeita. Até que certa noite, bisbilhotando através de sua câmera, ela vê na casa deles algo que a deixa aterrorizada e faz seu mundo – e seus segredos chocantes – começar a ruir. Mas será que o que testemunhou aconteceu mesmo? O que é realidade? O que é imaginação? Existe realmente alguém em perigo? E quem está no controle? Neste thriller diabolicamente viciante, ninguém – e nada – é o que parece. “A Mulher Na Janela” é um suspense psicológico engenhoso e comovente que remete ao melhor de Hitchcock.

A Mulher na Janela, é o primeiro livro do A. J. Finn, publicado aqui no Brasil pela Editora Arqueiro. A Anna é uma ma psicóloga infantil, bem sucedida, mas devido a um fato, ela desenvolveu agorafobia que é uma condição que à impede de fazer coisas simples, como sair de casa. Ela passa parte do seu tempo em um fórum online sobre essa fobia e assim vamos descobrindo a sua história. A outra metade do seu tempo, a Anna passa bebendo Merlot (huuuuum) e observando a vida alheia, assim conhecemos os Russells que fazem parte da trama central do livro.

A história é narrada pela Anna e faz a gente duvidar de todos os personagens. A situação é extremamente conflitante, fiquei ansiosa para descobrir logo o final, mas antes disso uma revelação ainda mais surpreendente, sério! Esse fato me chocou mais que o final em si. É um livro que desperta emoções, bem escrito e não decepciona!

download (1)A mulher na cabine 10 estabelece de vez Ruth Ware como um dos grandes nomes do suspense contemporâneo. No livro, uma jornalista de turismo tenta se recuperar de um trauma quando é convidada para cobrir a viagem inaugural de um luxuoso navio. Mas, o que parecia a oportunidade perfeita para se esquecer dos recentes acontecimentos acaba se tornando um pesadelo quando, numa noite durante o cruzeiro, ela vê um corpo sendo jogado ao mar da cabine vizinha à sua. E o pior: os registros do navio mostram que ninguém se hospedara ao seu lado e que a lista de passageiros está completa. Abalada emocionalmente e desacreditada por todos, Lo Blacklock precisa encarar a possibilidade de que talvez tenha cometido um terrível engano. Ou encontrar qualquer prova de que foi testemunha de um crime e de que há um assassino entre as cabines e salões luxuosos e os passageiros indiferentes do AuroraBoreal.

Laura Blacklock é uma jornalista de turismo que acaba de receber uma excelente oportunidade na carreira, embarcar no Aurora Boreal, um cruzeiro de luxo, com apenas 10 cabines em sua viagem inaugural, acompanhada de outros jornalistas, fotógrafos e pessoas da alta sociedade.

Mas poucos dias antes do embarque, Lo – Laura – acaba sofrendo um assalto no seu apartamento e, com o psicológico totalmente ela começa essa viagem. Tudo corria quase bem, até Lo ser acordada por um barulho na cabine ao lado da sua, como se algo tivesse caído no mar. Assustada, vai para a varanda da sua cabine e avista um corpo no mar, bem como sangue na varanda ao lado.

O livro narrado em primeira pessoa, com uma trama envolvente, fazia tempo que eu eu não me prendia tanto em um livro, apesar do começo parecer arrastado, a história engrena e você, assim como a Lo começa a duvidar de tudo e todos à bordo.

Por se passar no navio, pelas crises de pânico da personagem, achei o livro totalmente claustrofóbico, com um final não tão grandioso quando merecia ser. Mas mesmo assim é um ótimo livro!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s