Airbnb em Buenos Aires

Compensa?

Depende onde você pretende ficar. Se for uma viagem curta de dois ou três dias acho que ficar no Centro é a melhor opção por estar mais perto dos pontos turísticos mais populares, como a Casa Rosada e Puerto Madero, mas se a intenção é ficar por mais uns dias vale a pena sim.

Ficamos por cinco dias, tempo de sobra para fazer tudo com tranquilidade, comecei a pesquisar qual bairro é mais seguro e com diversas opções de mercado, bares e restaurantes por perto e o bairro da Recoleta foi o que mais se encaixou no nosso perfil. Primeiro pesquisamos hotéis, sempre pelo Booking e os preços são em média 30% mais caros que a região central, por isso o Airbnb começou a ser uma opção.

Conversei com cerca de três proprietários, falei sobre a possibilidade de um late check out, expliquei que iriamos chegar por volta da meia noite, o que é um problema para alguns locatários e acabamos decidindo por um apartamento localizado na rua Laprida.

O pagamento do Airbnb é feito assim que fechamos a reserva, porém o proprietário só recebe o dinheiro após o check in o que é bem seguro.

DSC01326

O apartamento era exatamente igual as fotos, limpo e aconchegante, como em Buenos Aires o clima é geralmente mais frio que no Brasil, é importante verificar se o lugar escolhido tem aquecedores, no nosso caso haviam dois, uma na sala e um no quarto, ambos novos e potentes, a temperatura chegou aos 8 graus e não sentimos nada de frio. Também fizemos questão de saber se havia secador de cabelos e um saca-rolhas (porque nada como ir ao mercado e pagar menos de 20 reais por um bom vinho).

Fomos super bem recebidos durante o check in, o proprietário falou um pouco sobre os pontos turísticos e deixou um SUBE, cartão para transporte público a nossa disposição.

A localização também era tão boa quanto esperávamos, super tranquila e segura, saímos a pé para um pub depois da meia noite e encontramos diversos argentinos passeando com o cachorro.

Quem faz questão de café da manhã o Airbnb também é uma boa opção já que ele foi cerca de 300 reais mais barato que um hotel na região e com esse valor dá para ir ao mercado comprar coisas para fazer no apartamento, a cozinha era bem equipada ou comer fora e experimentar as famosas medialunas.

O que eu mais gostei de ficar no Airbnb é que você se sente em casa e também nos sentimos um pouco como os próprios hermanos, foi uma experiência incrível poder viver o local que visitamos.

DSC01325

 

Um comentário sobre “Airbnb em Buenos Aires

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s